© 2018

Facebook.png
Twitter.png
Vimeo.png
IMDb.png
Youtube.png
Mubi.png
1/4

Roi Soleil

Albert Serra

Documentário / 62min / 2018

 

 

 

Sinopse

“Louis XIV não é nenhum recém-chegado à filmografia de Albert Serra, é o herói da sua opus até à data, A Morte de Luís XIV (2016). Este Rei Sol apresenta um gémeo, embora no jogo das diferenças se revele que existem várias. Em vez de Jean-Pierre Léaud, um ator não-profissional com quem Serra já tinha trabalhado nos seus primeiros filmes. Muito diferente em peso corporal, aqui em expansão, ali em retenção; uma forma diferente de colocar a sua cara; ali, ao serviço do olhar de uma criança estupefacta, aqui, singularmente bochechuda, como a estender-se sem qualquer solução para a toda a sua corpulência; aqui, a invenção da soberania constantemente reinventada, e ali, o reino da inocência vagamente atingido pela idiotice. E os adereços: se o conto da primeira versão precisava de Versailles ou de uma imitação, o da segunda reduz o palácio a um halo luminoso. Verdade, desta vez estamos presos entre paredes lisas, lavadas de branco e cobertas de cor de rosa (a cor do crepúsculo?) sob as luzes néon no teto. Aqui, durante um longo período, o rei foi deixado aos seus afazeres, gemendo no chão, com uma dor de estômago tão dolorosa quanto hilariante, com bugigangas raras à sua volta. Depois vemos espectadores a entrar em campo para ver o solilóquio de Vossa Majestade, o seu cabelo (como se chamavam as perucas naquela época) e  as suas roupas sumptuosas características daquela era, e os espectadores vestidos de anoraque.  E daí, depois: capturar a performance? Se a galeria de arte enquadra verdadeiramente a «ação», o que encontramos aqui é o cálculo, o corte, montagem, ; em suma: um filme, e nenhum equívoco. E um filme cujos caminhos são similares aos que todos os trabalhos de Serra apontam: aristocracia em toda a sua grandiosidade, estupidez e agonia, a representação de poder, a força das artes. Entre o sublime e o grotesco, entre escárnio e o desdém, entre Buñuel e Dali, uma figura real que inicia uma busca pela sua máscara fúnebre.”

 (JPR) FIDMarseille

Prémios

Gran Prix International Competition - FIDMarseille 2018, França

Ficha Técnica

REALIZAÇÃO Albert Serra ELENCO Lluis Serrat FOTOGRAFIA Artur Tort SOM Jordi Ribas MONTAGEM Ariadna Ribas, Albert Serra  PRODUTORES Albert Serra, Joaquim Sapinho PRODUTOR EXECUTIVO Montsè Triola